terça-feira, 4 de março de 2008

Moisés estava drogado no monte Sinai?

[Daniel Lüdtke]

“Sim”. Essa é a opinião de Benny Shanon, especialista em psicologia da Universidade Hebraica de Jerusalém. Segundo ele, Moisés teria ingerido a substância alucinógena conhecida no Brasil como chá do Daime, de modo que a doação divina dos Dez Mandamentos seria uma ilusão cognitiva causada pela droga.

A teoria foi publicada esta semana na revista de filosofia Time and Mind e divulgada hoje no País pela BBC Brasil, O Estado de S. Paulo e G1. A repercussão do estudo gerou polêmica no mundo afora.

“De acordo com o pesquisador, a criação dos Dez Mandamentos poderia ser conseqüência de uma experiência com substâncias psicotrópicas, que alteram o estado cognitivo do indivíduo, e se encontram em plantas existentes inclusive no deserto do Sinai”, disse Shenon à BBC. "Segundo o pesquisador, os efeitos psicodélicos das bebidas preparadas com a ayahuasca são comparáveis aos produzidos pelas bebidas fabricadas com o córtex da acácia. A Bíblia menciona essa árvore freqüentemente, e sua madeira é parecida com a que foi utilizada para talhar a Arca da Aliança", informou o G1.

O rabino Yuval Sherlo, como publicou a BBC, garantiu que "a teoria é absurda e nem merece uma resposta séria". Segundo ele, a divulgação dessa teoria "põe em dúvida a seriedade tanto da ciência como da mídia".

Na reportagem, Benny Shanon conta que a primeira vez que experimentou o chá do Daime – à base da planta ayahuasca – foi em Rio Branco, no Acre, em 1991. Desde então, ele realizou estudos relacionando a ayhuasca e o fenômeno religioso, como em seu livro Antipodes of the Mind, publicaddo em 2003 pela Oxford University Press. Abaixo, Shanon descreve as experiências que teve com o uso do chá do Daime:

"A substância abriu para mim uma dimensão do sagrado que nunca tinha vivenciado antes, tive visões muito fortes, inclusive de cantar junto com milhares de anjos", descreve o pesquisador israelense. "A experiência foi tão forte que me levou a querer integrá-la no estudo da fenomenologia da consciência humana."

"Estudei, então, todos os contextos culturais e religiosos ligados à ingestão da ayahuasca", conta Shanon.

"Cheguei à conclusão de que, nas religiões mais antigas, como a zoroastra e a hinduísta, também houve rituais ligados à ingestão de substâncias que levam a alterações cognitivas, nos quais os participantes 'viram Deus' ou 'viram vozes'."

O professor de psicologia cognitiva cita o fenômeno da sinestesia, em que se cria uma relação entre planos sensoriais diferentes e o indivíduo se encontra em um estado neurológico que possibilita que ele "veja sons".

"Na Bíblia, há frases como 'o povo viu as vozes', que me chamaram a atenção, pois descrevem exatamente a sinestesia que ocorre com a ingestão da ayahuasca", afirma Shanon. "Encontrei frases semelhantes em textos e cânticos de outras religiões."

É verdade que indivíduos sob o efeito chá do Daime têm alucinações nas quais vêem vultos brancos, vozes, entre outros efeitos aparentemente sobrenaturais. Acontece que o efeito dura apenas algumas horas, e no episódio da doação da Lei, Moisés passa 40 dias no monte. Além dos Dez Mandamentos – princípios morais que dificilmente surgiriam de uma mente alucinada –, outras leis civis e religiosas são dadas detalhadamente a Moisés. Do capítulo 19 ao 31 do livro de Êxodo, são relatadas as instruções de Deus a Moisés, que incluem ainda toda a construção do santuário de maneira minuciosa e precisa.

Ninguém em delírio poderia produzir leis como essas apresentadas em Êxodo. Shanon, todavia, tenta se explicar: "Mas não é qualquer pessoa que ao ingerir a substância é capaz de criar os Dez Mandamentos, é necessário ser um Moisés para isso. Ao meu ver, a ayhuasca libera uma criatividade interna, como a arte", propõe.

“Não”, seria a resposta mais óbvia.

9 comentários:

Aldo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aldo disse...

Recentemente li um livro de Fernando Veríssimo, O Opositor (não que o livro seja bom), em que o autor enfatiza bastante o efeito da ayahuasca no comportamento humano. O personagem da história ouvia vozes do "além", ouvia o som da foz do rio amazonas, o som de uma tartaruga nadando em meio ao oceano pacífico...etc...
Na minha opinião, quem estava viajando na ayahuasca mesmo, era o prof Shanon.
;)
E parabéns ao Daniel pelo bom blog.

Felipe Leandro disse...

Realmente eh incrivel como a mídia arruma desculpas para nao admitir que existe um Deus capaz de milagres... hehehe como o aldo disse esse prof tava noiado kkkk
parabens Daniel pelo blog, muito bom continue assim

Igo Ivisson disse...

É.. Naum tem condições do efeito de uma plata durar 40 dis , não tem como aceitar isso ; Qm sabe Benny Shanon q tinha Provado o chá e terminou sentindo o "PODER" da Ayahuasca !

Q BOM,PELO MENOS A MIM ELE NÂO CONVENCEU !

Aluno : Igo Ivisson

Nayane!!!!!!!! disse...

Shanon.acho eu que antes dele publica essa teoria ele deve ter digerido um pouco da substância(alucinógena)...
ele quis dizer que so esiste,milagres ou como ele msm diz:milhares de anjos
ingerindu a tal substância...


ele precisa estudar mais a Biblia e aprender mais sobre Deus antes de fazer seus comentarios precisa saber que a Biblia nao eh uma arte qualquer!!!...



**aluna:nayane n:36 serie:3B**






aeee pastorrr ta di parabens pelu
bloggg!!!....bjUu!!!

Marina Neri disse...

É impressionaante como a mídia sempre quer arrumar argumentoos pra afirmar que Deus não existe !
Mas paara mim essa argumentação dele não convence neem um pouco.


Parabéns professor pelo blog. :)

Adriana Silva disse...

Realmente ele precisa estudar BEM mais a bíblia !
E na minha opnião quem deve ter tomada essa tal droga foi Benny Shanon antes de escrever essa matéria.

Parabéns pelo Blog Professoor :D

Jéssica Katarina disse...

Bom essa matéria não é o bastante pra me fazer desacreditar na palavra de Deus!
E eu concordo que quem realmente deve ter provado dessa tal droga foi Benny Shanon. (kkkkkk)
Continue assim professor seu blog é muito bom :)

Caroline disse...

Ei prof Daniel? Chegaram a uma verdade aqui: o drogado é o tal prof Benny Shanon!! rsrs Isso que é imaginação caríssimo Shanon, mas "paz e amor" liberdade de pensamento não é mesmo? Se o Sr Shanon gosta de viajar assim... bem, creio eu que Moisés tinha coisas muitos mais importantes pra fazer do quê tomar chá e ficar simplesmente doidão no alto de um monte.. rsrs




Eitah prof Daniel, essas reportagens viciam kkkkk!!